Prepare-se. Vem aí a “Descida do Rio Jucu”

 

No próximo dia 25, domingo, as águas do Rio Jucu, que já são agitadas, ficarão mais turbulentas. Cerca de mil pessoas são esperadas para participarem da 23ª edição da Descida Ecológica do Rio Jucu. Um evento tradicional do Estado e que também serve de alerta para os problemas ambientais que ele sofre ao longo de seu percurso.

A saída está prevista para as 7 horas e o encontro retorna ao seu ponto tradicional, na ponte em Jucuruaba, no bairro Jucu, em Viana, ao lado da antiga fábrica da Antarctica. A chegada será em Barra do Jucu, Vila Velha com um total de 20.3 quilômetros percorridos. O tema da descida escolhido pela organização é “Pela criação da agência de água”,

O evento tem como objetivo envolver a comunidade dos municípios que estão no entorno do rio, bem como estudantes, técnicos, imprensa e a população em geral, fortalecendo a conscientização ambiental e promovendo lazer, para influenciar de diversas maneiras a preservação e conservação do rio.

Quem mora em Viana ou nas imediações poderá fazer a inscrição no dia do evento, no próprio local. Uma equipe da Secretaria do Meio Ambiente de Viana está preparada para realizar a inscrição.

A descida tem o acompanhamento da Capitania dos Portos, polícias Ambiental e Militar e do Corpo de Bombeiros. É obrigatório o uso de colete salva-vidas. Vale lembrar também que todos devem usar protetor solar e boné e levar garrafinhas de água. A inscrição é gratuita.

Rio Jucu

O Rio Jucu é responsável pelo abastecimento de água de grande parte da população da Grande Vitória: Vila Velha, Viana, Cariacica e Vitória. Sua bacia está totalmente incluída no Estado do Espírito Santo. Ele nasce na região serrana de Pedra Azul, distrito de Domingos Martins, a 90 km do mar, e deságua no Oceano Atlântico. A Bacia Hidrográfica do rio tem uma extensão aproximada de 166 km.

É um rio histórico, que serviu às primeiras investigações do sertão capixaba e permitiu o desbravamento do interior dos municípios de Vila Velha, Cariacica e Viana. O Rio Jucu recebeu esse nome através dos índios, para os quais jucu é uma árvore de canela.